Existe vida após as redes sociais?

Parece um tema bem radical, onde relacionamos a vida de uma pessoa comum com algo virtual, que são as redes sociais. Hoje em dia, tudo o que postamos nelas são reflexos de nossos perfis. As informações circulam tão rápido que, quem não está conectado, é considerado “morto”. Mas o que isso significa?

 

O título deste post permite várias interpretações, e para cada uma delas, existe uma resposta. Para uma pessoa que vive offline nesta era, essa pessoa é considerada “morta”, ou seja, essa pessoa simplesmente não sabe o que está acontecendo em torno do mundo. Se as pessoas não ficam sabendo sobre as mudanças que ocorrem no mundo, não se atualizam, o seu conhecimento sobre algo fica atrasado, pois esse conhecimento já foi modificado devido aos avanços tecnológicos. Estar desatualizado hoje é fatal, principalmente para a área profissional.

Outra interpretação sobre essa pergunta, e até mais radical, é o oposto do que foi falado anteriormente. Existem pessoas que postam cada passo que dão na vida – “chutei uma pedrinha hoje enquanto esperava o ônibus” “#entrandonoônibuslotado” “finalmente cheguei na estação” – coisas desse tipo são desnecessárias. Mas isso causa um vício nas pessoas, que “sem o Face eu não sobrevivo” esse tipo de coisa vai prejudicar a pessoa aos olhos de uma empresa que queira contratar um funcionário.

 

Como um profissional deve ser visto nas redes sociais sem prejudicar seu emprego?

As empresas avaliam seus funcionários de acordo com suas atividades nas redes sociais. O que você faz e não faz nas redes sociais pode ser interpretado como algo bom ou ruim pela empresa, levando em conta se as redes sociais não vão afetar no desempenho do funcionário. Lembre-se: Hoje em dia, todas as nossas ações nas redes sociais são reflexos de nossos perfis. Exemplo: Se uma pessoa não tem muitos posts ou informações no perfil do Facebook, aos olhos de uma empresa, essa pessoa é tímida. O mesmo vale para o Twitter, Google+, LinkedIN, etc. Veja algumas dicas para manter sua imagem profissional nas redes sociais de forma positiva:

 

  1. Não misture pessoal com profissional: Ao se associar a uma rede social voltada para o mundo corporativo, como o LinkedIN, fale de assuntos estritamente profissional, evite falar da sua vida pessoal.
  2. Não adicione estranhos: isso vale especialmente para as redes profissionais, como o LinkedIN. Adicione pessoas que você conheça pessoalmente ou sabe que é confiável.
  3. Evite pedir emprego nas redes sociais: Isso demonstra desespero, o que pode te cortar de um possível processo seletivo.
  4. Publique só o que for necessário: Além de ser cansativo, isso mostra que você é uma pessoa de fácil manipulação e pouco criativo. Ninguém também precisa saber o que você fica fazendo toda hora.
  5. Seja educado: Ser educado é o principal item para ser contratado por uma empresa. Falar mau de suas experiencias antepassadas irá eliminar você de qualquer processo seletivo.

Tudo o que você faz hoje na internet tem uma influencia na sua vida profissional. Tome cuidado com o que você faz online, e melhore seu desempenho profissional.

 

Fontes:

Mega curioso

Engenharia Cotidiana

Veja também:

Saiba a hora certa para mudar o template do seu blog
Dicas para criar promoções de aniversário do blog

Enrico Prenholato

Com paixão pela tecnologia e compartilhamento de informação idealizou a criação desse blog. Seu objetivo é compartilhar suas experiências de forma simples e didática aos seus leitores. Profissionalmente realizou cursos de informática, Hardware, Inglês e TI.