investimento de um blog

Quanto é o investimento de um blog?

Criar um blog sério não é tarefa fácil. Muitas vezes é necessário um investimento nele para que ele possa ser aprimorado e ganhar progresso. Depende de cada pessoa o que ela decidirá fazer com ele.

É possível criar um blog profissional sem a necessidade de gastar um centavo, e, também, é possível criar um blog gastando muito ou pouco, dependendo de quanto o blogueiro estiver disposto a investir em seu projeto. Abaixo, estão apresentadas estratégias de como criar um bom blog com as possibilidades de investir e não investir em um blog. Confira:

 

O que você vai fazer?

O projeto que você pretende criar está em seu blog, ou o seu próprio blog é o projeto? Antes de começar a gastar seu dinheiro, pense no que você vai fazer com o seu projeto.

Faça seu planejamento. Defina bem o que seu projeto é,  em que isso vai ajudar as pessoas, o resultado que você espera ter com ele, o resultado que o público espera, quem estará envolvido em seu projeto (você é o(a) único(a) quem está trabalhando nele ou tem mais pessoas participando em seu desenvolvimento?) se for um grupo, qual a função de cada pessoa nesse projeto? Essa é a primeira etapa do curso, após toda a organização estiver pronta, vamos para a segunda etapa.

 

Como criar um blog sem investimento

Criar um blog profissional sem investir nada não é tarefa difícil, embora seja trabalhosa. Já vou avisar que não adianta você esperar que os recursos gratuitos da web vão lhe trazer grande satisfação, porque não vão.

Imagine esse exemplo: Você quer comer um lanche. Só que você não tem dinheiro para comer um lanche mega recheado que está sendo vendido prontinho na padaria. Então você decide fazer o lanche mais básico, que não deixa de ser gostoso, mas o resultado não será da mesma forma que do lanche mega recheado da padaria.

Então, você vai na sua geladeira e pega todos os recheios disponíveis e monta seu lanche. Analisando o exemplo anterior, você conseguiu comer o lanche, mas foi o lanche que foi montado com os recheios disponíveis na sua geladeira.

Agora, vamos aplicar o exemplo anterior aos investimentos de um blog: O mega lanche recheado é o blog que você gostaria de ter, ele é vendido na padaria, ou seja, você acessaria uma página da web e encontraria um serviço que aprimore seu blog, mas esse serviço acaba sendo muito caro para você.

Então você resolve ir até a geladeira e montar o seu próprio lanche. Isso quer dizer que você vai gastar mais tempo montando um lanche básico, imaginando que a geladeira fosse a web, você só teria a opção de fazer esse lanche com os recheios disponíveis, o que quer dizer que os recursos gratuitos da web não são tão satisfatórios, porque se você quiser mais que aquilo, você só encontrará serviços pagos.

Para montar um blog básico e satisfatório, você primeiro dependerá de uma hospedagem de blogs gratuita, como o Blogger ou WordPress ou Tumblr ou a plataforma que você achar mais adequada.

Se você quiser saber mais sobre escolher a plataforma adequada para seu blog, acesse: Qual plataforma hospedar o blog? Tendo escolhido a plataforma, Defina um nome e um logotipo criativo para seu projeto.

Também falamos de como criar logotipos criativos em: Crie um logotipo criativo. Feito isso você já deve ter em mente o nicho do se projeto, ou seja, o assunto que você pretende abordar nele.

Em seguida você deve montar a aparência em seu blog. Existem milhares de sites na web que oferecem templates gratuitos, principalmente para o Blogger.

Para o seu blog ter uma carinha profissional e largar daqueles templates básicos oferecidos pela própria plataforma, você pode pesquisar alguns deles prontos, tem uma variedade muito grande de templates, inclusive existem templates que são pagos e sofreram uma adaptação e se tornaram gratuitos.

Mas você precisará gastar um tempo do seu dia para procurar esse template que tem seu gosto.

Terminado isso, a tarefa passa a ser sua. O mais importante é agora: o texto. Tudo aquilo que você escrever em seus postagens é o que mais importa.  informação, o conhecimento.

O conteúdo é rei, ele será responsável por trazer o sucesso que você espera. Então, nessa parte, tudo depende da sua elaboração. Se quiser algumas dicas para criar um bom post, acesse: Seja o mestre da postagem e conquiste visitas e Deixe o público curioso melhorando seu post

Como criar um blog investindo muito/pouco

Com um investimento mínimo, é possível ter um blog profissional sem se prejudicar muito. Pagar um domínio é o primeiro passo. (.com, .com.br, .net, .org) são os domínios mais comuns atualmente.

Encontre o melhor plano de hospedagem e tenha seu domínio pronto. Você paga esse domínio uma vez por ano, com base nos planos mais populares oferecidos na web.

Vale apena ter um domínio pois você tem melhor posicionamento nas buscas do Google. Aqueles blogs que possuem um domínio gratuito possuem uma má posição no Google, não importa do que seu blog fale ou a qualidade que ele possua, você só terá desvantagem. Mas claro, isso não quer dizer que você não será indexado no Google.

Outro investimento que você pode fazer, que de vez em quando vale a pena é comprar esses templates oferecidos pelos sites da web. Nem todos são caros e são muito bonitos com uma ótima qualidade e estrutura. Faça comparações dos preços, visite vários sites, pesquise bem, e se for isso mesmo que você quer então compre.

Se você pode investir mais em seu blog, então você pode fazer o investimento pesado. Porém o investimento pesado não tem volta, se você se arrepender de alguma coisa, seu dinheiro não tem retorno. Pense bem antes de tomar essa decisão.

Mas também não fique assustado, o resultado também pode ser muito melhor do que o básico que você tem. Para fazer o investimento pesado, recomendo você ter o seu blog hospedado no WordPress.org.

O único problema é que o WordPress não oferece hospedagem, então você precisará encontrar um serviço confiável na internet que possa hospedar para você e fazer um bom plano.

Depois, no final de tudo, você terá uma ferramenta poderosa em mãos, então basta você aproveitá-la da maneira que achar melhor. O WordPress pode abrir novas portas para você e com isso você pode ir muito mais longe com o seu projeto.

Outra opção, mas que é extremamente arriscada, é você simplesmente não mexer na plataforma, nem mudar os planos do seu nicho, mas você pode apenas contratar um webdesigner qualificado para desenvolver o template exclusivamente para você.

O problema é que, nesse caso, o orçamento dos templates são muito altos. Vale mais apena você migrar seu blog para o WordPress e/ou comprar um template pronto de um site, que podem dar o mesmo valor ou inferior, do que simplesmente contratar o webdesigner.

Agora o poder de decisão está em suas mãos. Você pode conseguir alcançar seus objetivos com as duas opções, mas como já dito anteriormente, existem certas limitações em alguns casos, vantagens e desvantagens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *