vale apena "roubar" ideias?

Vale a pena “roubar” ideias?

As coisas hoje em dia estão ficando cada vez mais automáticas. A tecnologia está nos aprisionando e nos deixando sem criatividade.

Estamos passando a buscar ideias de outras pessoas porque não conseguimos ter as nossas. Uma ideia não é espontânea. Uma ideia surge como possibilidade de solução de uma situação.

Estamos dependendo de outras pessoas para pensarem por nós. Isso é dar um tiro no pé. Se a outra pessoa não pensa, nós não vamos publicar nada em nossos blogs.

Mas quando o faz, nós a copiamos.  Basta fazer uma reflexão que você saberá que isso é verdade. É um plagio de ideias. A verdadeira arma do ser humano é o pensamento. Se nós perdemos essa arma ficamos indefesos.

Existem até empresas que publicam no seu blog em troca de dinheiro, é claro. Então, qual raciocínio devemos fazer para termos nossas próprias ideias?

Para não parar de postar em seu blog basta apenas você rever aqueles posts que você já publicou, releia-os e se perceber que há alguns tópicos faltando nele, faça outra postagem se aprofundando no tema.

Amplie seu nicho, caso ele seja muito específico. Fique por dentro das notícias sobre o nicho de seu blog, converse nos comentários, etc.

Se você quer dicas para ter novas ideias, (não precisa ser uma ideia revolucionária, mas que solucione um problema de muitas pessoas), basta você pensar em tais problemas e descobrir uma forma prática para resolvê-los.

É claro que você precisará de tempo para pensar nisso, mas enquanto essa ideia não chega, não deixe seu blog parado.

O blog é seu e você é dono/autor dele. Não caia nessas bobeiras sobre as empresas e pense com sua própria mente, e não dependa de outras pessoas pensarem por você.

Muitos blogueiros pela internet dizem: “fique mais offline para ter ideias”, eles querem dizer que quando você sai da sua casa para caminhar na cidade, você acaba analisando outras situações, pois em lugares públicos, qualquer coisa pode acontecer.

Existe uma pesquisa que diz que caminhar estimula a criatividade. Não fique aí sentado, vá lá fora buscar ideias!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *